sábado, 6 de dezembro de 2008

OCTOGÉSIMAS-SEGUNDAS


De novo em frente da janela por onde avisto o mundo. Vejo, por entre o maciço nevoeiro as formas que se movimentam em vida. Luzes esquivas ao fundo denunciam o Natal antecipado. Árvores com folhas de arco-iris é que me iluminam por dentro. Mais as palavras que se soltam no tropel da imaginação. (Fotografia)

1 comentário:

JúliaML disse...

"Árvores com folhas de arco-iris é que me iluminam por dentro"

e digo novamente que gostei muito, correndo o inevitável risco de me repetir. É a natureza que nos limpa a alma e nos devolve a inocência e originalidade perdidas.

tenha um bom fim de semana