domingo, 5 de outubro de 2008

QUADRAGÉSIMAS-TERCEIRAS

Hoje há dias para tudo. Dias nacionais, dias europeus, dias mundiais. Normalmnte os dias de servem para dizer que todos os dias deviam ser os dias de. Assim como dizemos do Natal, tão enjoativamente que só nos resta viver o Natal em recato e anonimato. Proponho a extinção de todos os dias de. Em substituição de todos eles haveria apenas o dia mundial dos Poetas.

1 comentário:

JúliaML disse...

e há :-)

não sei de cor que dia é...