quarta-feira, 8 de outubro de 2008

QUADRAGÉSIMAS-OITAVAS

Coisas bizarras da minha vida que nunca contei a ninguém: comprei apenas um ou dois livros na FNAC desde que existe e porque calhou. Não me sinto, pois, excomungado da sua política comercial nem do seu negócio financeiro dos cartões. Habituem-se...

1 comentário:

JúliaML disse...

:-))

eu odeio,acho que os livros que lá comprei foi por força das circunstâncias e somaraão dois ou três.